Lobo Brasil
.

Lobo Internacional: Español | English
.


INFORMAÇÕES
Notícias
Curiosidades
Entrevistas
Todas seções

REVISTAS
Lista completa
Gibi por gibi
Checklist brasileiro
Referências
Outros
Reviews
Melhores
Gibis com Slobo

ALÉM DOS GIBIS
Cinema
Cards
Jogos
Todas seções

IMAGENS
Geral
Pensamentos
Arte original
Todas seções

NO MUNDO
Brasil
Estados Unidos
Portugal
Todos países

DOWNLOADS

LINKS

FALE CONOSCO
.


Revistas - gibi por gibi
2001

Janeiro:

Young Justice #27
sem equivalência nacional

Roteiro: Peter David
Desenho: Todd Nauck
Arte-final: Lary Stucker

História: Rola o jogo de beisebol citado na última edição da revista. Lobinho aparece rebatendo algumas bolas e meio chateado por não estar numa briga. No final, continua...

Fevereiro:

Young Justice #28
sem equivalência nacional

Roteiro: x
Desenho: x
Arte-final: x

História: PEDIMOS UM POUQUINHO DE PACIÊNCIA. EM BREVE COLOCAREMOS AS INFORMAÇÕES SOBRE ESSA REVISTA AQUI.

Março:

Young Justice #29
sem equivalência nacional

Roteiro: Peter David
Desenho: Todd nauck
Arte-final: Lary Stucker

História: Lobinho está em Nova Gênese com a Justiça Jovem. Eles vêem seus carros fazendo sexo e gerando um carrinho-filho (bizarro, mas é isso mesmo). Nada demais, com a participação do Lobinho se resumindo a dar um soquinho aqui e outro ali em algumas pessoas.

Justice Leagues: Justice League of Aliens #1
Ligas da Justiça nº 3 (2003)

Roteiro: Judd Winick
Desenho: Mike S. Miller
Arte-final: Armando Durruthy

História: Essa estória faz parte de uma saga chamada “Justice Leagues”, onde cada membro da Liga da Justiça sofre uma espécie de amnésia e cria uma “Liga da Justiça” própria, com a letra A depois do nome do grupo. Essa é a Liga da Justiça dos Alienígenas, criada pelo marciano Ajax e que traz, entre outros, o Lobinho. Ele está lá mais de onda, mas tudo bem. De qualquer forma, diversas pessoas de repente ficam super-musculosas e irracionais e começam a quebrar tudo. Essa “Liga da Justiça” vai tentar acalmar os ânimos, e Super-Homem precisa acalmar os ânimos do Lobinho, que quer detonar todo mundo, ignorando que eles são apenas humanos... Poético, não? É só isso.

Justice Leagues: JLA #1
Ligas da Justiça nº 3 (2003)

Roteiro: Tom Peyer
Desenho: Justiniano
Arte-final: Ken Branch

História: Conclusão da minissérie citada acima. Lobinho tem uma participação bem curta, numa rápida luta contra um monstro ao lado de outros integrantes da “Liga da Justiça dos Alienígenas”.

Superboy vol.3 #84
sem equivalência nacional

Roteiro: Joe Kelly
Desenho: Pascual Ferry
Arte-final: Keith Champagne

História: A história de Superboy não é lá grandes coisas. Além disso, a participação de Lobinho é pequena: ele está numa espécie de bar em uma dimensão alternativa que é descoberto por Superboy. Depois, Lobinho luta com um monstro gigante e fica cheio de raiva quando o clone do Azulão rouba sua moto para lançar o monstro no espaço.

Abril:

Young Justice #30
sem equivalência nacional

Roteiro: Peter David
Desenho: Todd Nauck
Arte-final: Lary Stucker

História: Lobinho só aparece no início, depois de todos chegarem de onde estavam (não tenho a edição anterior, tá?) e parte em seguida para buscar a nave de Impulso, que está em outro planeta. O resto da revista traz histórias da Justiça Jovem.

Junho:

Young Justice #32
sem equivalência nacional

Roteiro: Peter David
Desenho: Todd Nauck
Arte-final: Lary Stucker

História: Lobinho tem um encontro com Imperatriz (o rosto maior que aparece na capa ao lado). Eles vão para um restaurante e ela fala sobre sua origem. Lobinho só está tranqüilo porque foi hipnotizado por Impulso para se acalmar ou se enervar após ouvir um estalar de dedos. A maior parte do gibi é sobre a história da garota, mas Lobinho tem alguns momentos quando entra uma dançarina que fica estalando os dedos sem parar. Só isso.

Superman Adventures #56
sem equivalência nacional

Roteiro: x
Desenho: x
Arte-final: x

História: PEDIMOS UM POUQUINHO DE PACIÊNCIA. EM BREVE COLOCAREMOS AS INFORMAÇÕES SOBRE ESSA REVISTA AQUI.

Agosto:

Young Justice: Our Worlds at War #1
sem equivalência nacional

Roteiro: Dan Abnett / Andy Lanning
Desenho: Todd Nauck
Arte-final: Ray Snyder / Terry Austin / Randy Emberlin / Jaime Mendoza / Walden Wong / John Stokes

História: A Justiça Jovem (e conseqüentemente, Lobinho) são contatados pelos Homens Lineares (pessoas que tomam conta para que o passado e o futuro corram bem, ou algo do tipo) e viajam no tempo para impedir Brainiac 13 de alterar o tempo. Lobinho acaba mexendo no aparelho de viagem no tempo e todos ficam parando em épocas estranhas, a maioria com alguma modificação esquisita (por exemplo, astecas em aparelhos voadores). E eles seguem viajando no tempo até que finalmente chegam ao local da batalha entre Brainiac 13 e Imperiex. Tudo acaba bem no final e eles voltam ao tempo atual... Como se ninguém imaginasse isso.

Setembro:

Young Justice #35
Batsquad nº 2 (maio de 2002)

Roteiro: Peter David
Desenho: Todd Nauck
Arte-final: Andy Lanning e Lary Stucker

História: A Justiça Jovem é convidada a auxiliar os heróis que estão lutando na saga “Nossos Mundos em Guerra” (onde a Terra é atacada por alienígenas - que coisa criativa...). Eles vão para um posto médico avançado ajudar os feridos. Lobinho aparece um pouco, sendo basicamente convencido por Imperatriz a não ir com eles (já que ela acha que ele poderia causar confusão), mas depois ele acha que ela usou psicologia inversa e resolve ir. Continua...

Outubro:

Young Justice #36
Mundos em Guerra Especial nº 2 (julho de 2002)

Roteiro: Peter David
Desenho: Todd Nauck
Arte-final: Marlo Alquiza

História: A Justiça Jovem estava numa nave espacial indo resgatar algumas pessoas e acaba tendo um acidente e caindo em Apokolips. Eles se dividem para procurar peças para o conserto da nave, que está sendo consertada pelo Lobinho (o único que entende de naves espaciais por lá). No final, os heróis adolescente menos poderosos (Robin, Imperatriz, etc...) são cercados pelos parademônios e chamam Lobinho para ajudá-los. Lobinho então começa a lutar com todos os parademônios e acaba sendo alvejado por uma infinidade de disparos de raio laser. Ele continua lutando, até que cai no chão aparentemente morto. Continua...

Novembro:

Young Justice #37
sem equivalência nacional

Roteiro: Peter David
Desenho: Todd Nauck
Arte-final: Lary Stucker

História: A Justiça Jovem ainda está no planeta Apokolips e os heróis adolescentes estão sendo torturados. De alguma forma, eles escapam, mas são cercados pelos inimigos. Então, surge dezenas de Lobinhos, que ficam atacando os vilões enquanto o pessoal da Justiça Jovem foge para a nave e encontram alguém que os surpreende. Saiba quem é e entenda esse negócios dos vários Lobinhos na próxima edição.

Dezembro:

Young Justice #38
sem equivalência nacional

Roteiro: Peter David
Desenho: Todd Nauck
Arte-final: Lary Stucker

História: Primeira aparição de Slobo. Esse gibi faz parte do crossover “Last Laugh”, mas isso não tem importância. O importante é que no meio do gibi aparece o Slobo: um clone do Lobinho que é um pouco diferente do original. Primeiro, a explicação sobre os vários Lobinhos da última edição: quando Lobo voltou a ser adolescente, sua capacidade de gerar clones reapareceu; portanto aqueles vários Lobinhos eram seus clones. Além disso, nos é informado que o Lobinho voltou a ser o Lobo adulto que todos nós conhecemos (ainda bem!). Agora, quando a esse tal Slobo: ele é um clone que veio “com defeito”. Além de ter os olhos amarelos, eles é menos forte e menos irracional que o Lobo original. Ele continua adolescente e fica junto com a Justiça Jovem. O único motivo das estórias em que ele aparece continuarem sendo citadas neste site é o fato dele ser um clone do Lobo. De qualquer forma, foi melhor terem criado um clone “defeituoso” para ficar na Justiça Jovem do que continuar humilhando o Lobo do jeito que estavam fazendo com aquele “Lobinho”. As estórias com Slobo passam a ser tratadas num tópico específico, separadas dos gibis do Lobo original.

Anterior (2000) | Próximo (2002-04)
.

Lobo Brasil, trazendo serviços indispensáveis à internet desde 29 de outubro de 1997.
Todos personagens citados são, em sua maioria,
© DC Comics, publicados sem autorização, mas com todo respeito ;)
As informações contidas nesse site podem ser usadas livremente, desde que se cite a fonte, preferentemente com link.

Lobo Brasil © 1997-2008, Lucio Luiz