Lobo Brasil
.

Lobo Internacional: Español | English
.


INFORMAÇÕES
Notícias
Curiosidades
Entrevistas
Todas seções

REVISTAS
Lista completa
Gibi por gibi
Checklist brasileiro
Referências
Outros
Reviews
Melhores
Gibis com Slobo

ALÉM DOS GIBIS
Cinema
Cards
Jogos
Todas seções

IMAGENS
Geral
Pensamentos
Arte original
Todas seções

NO MUNDO
Brasil
Estados Unidos
Portugal
Todos países

DOWNLOADS

LINKS

FALE CONOSCO
.


Revistas - gibi por gibi
1995

Janeiro:

Lobo #12
Lobo nº 7 (março de 2003)

Roteiro: Alan Grant
Desenho: Val Semeiks
Arte-final: John Dell

História: Al re-re-reinaugura seu restaurante e por problemas de dinheiro, resolve alugar um quarto. Adivinha só quem vai para lá? Nesse ínterim, Lobo quebra sua moto ao atropelar o caminhão dos correios, e enche de porrada o carteiro que dirigia. No decorrer da estória, ocorrem várias piadas relacionadas à morosidade dos correios, troca de correspondências, etc., etc., etc... Os únicos pontos de interesse são as cartas que Darlene recebe de um admirador tarado secreto e as porradas que o Maioral dá no carteiro a cada erro que ele comete (vários erros, por sinal). No final, Lobo descobre que o admirador tarado secreto era o responsável pela agência; e o carteiro que apanhou o gibi inteiro vira um psicopata assassino louco, que é morto pelo Lobo.

R.E.B.E.L.S. #3
sem equivalência nacional

Roteiro: Tennessee Peyer
Desenho: Derec Aucoin
Arte-final: Mark Propst

História: Vril Dox está começando a se entender com alguns bandidos enquanto o restante dos R.E.B.E.L.D.E.S. (incluindo Lobo) se defende do ataque de alguns recrutas da L.E.G.I.Ã.O.. Depois que Lobo mata uma porção de gente (como se ele fizesse algo diferente...), o pessoal descobre que o combustível da estranha nave alienígena é cérebro! Dox volta pra nave e lá só está Lobo e Telepata (este último, prisioneiro). Os demais foram capturados pela L.E.G.I.Ã.O..

The Ray #8
sem equivalência nacional

Roteiro: Chirstopher Priest
Desenho: Howard Porter
Arte-final: Robert Jones

História: Ray está carregando Canário Negro pelo espaço e ela parece estar muito doente (só não me pergunte o porquê). Ele encontra uma nave e o alienígena aceita salvar a vida de Canário se ele tirar um determinado bebum do bar. Ele aceita, não sabendo que esse cara era o Lobo! Como o Maioral não aceita sair do bar, eles começam a cair na porrada! E vão fazendo isso até o final da revista, onde Lobo pega o que sobrou de sua moto destruída e vai consertá-la. Prioridades... Prioridades...

Fevereiro:

Lobo #13
Lobo nº 7 (março de 2003)

Roteiro: Alan Grant
Desenho: Carl Critchlow

História: Lobo está assistindo TV quando se vê num clipe de rock. Ao perceber que não recebeu nada por isso, vai à gravadora tomar satisfações. Quando descobre que não tem nenhum direito sobre a imagem utilizada no clipe (apesar de ser a sua), o Maioral tenta se laçar como cantor. Daí vão seguindo diversas piadas sobre a indústria fonográfica paralelamente a muita violência gratuita. No fim, durante o show, Lobo detona o cara que o havia filmado para o tal clipe que começou tudo e acaba preso pela destruição da casa de espetáculos. E um outro cara que filmou tudo fica rico, à revelia do Maioral.

Lobo & Deadman: The Brave and the Bald
Lobo e Deadman: O Canalha e o Careca (abril de 1999)

Roteiro: Alan Grant
Desenho: Martin Emond

História: Lobo vem à Terra para capturar o Desafiador (eu sei que está escrito Deadman na capa, mas esse é o nome nos Estados Unidos; só que o pessoal da Tudo em Quadrinhos preferiu não traduzir para o nome normalmente utilizado para esse fantasma: Desafiador). O Maioral vai a uma praia na Califórnia, onde encontra o Desafiador, que entra no corpo do Lobo (esse é o poder dele) e, depois de muito trabalho, controla o corpo do Maioral. Então, ele vai até o local onde Lobo recebria a recompensa pela sua captura, e descobre que chegou a Apokolips. Ele acaba sendo capturado. Então, Lobo descobre que seu contratador foi o doutor Kroolman, que tem um plano para dar a Darkseid o caminho para a equação anti-vida (algo que ele muito almeja). O doutor, tendo o Desafiador nas mãos, oferece dinheiro para Lobo matar uma pessoa, e o Maioral aceita para depois descobrir que ele deveria se matar. Como Lobo não volta atrás em sua palavra, ele prepara choque, gás e golpes de pesados espigões para morrer. Então, o fantasma de Lobo é aprisionado junto com o Desafiador antes que ele pudesse voltar para seu corpo (esse era o plano no doutor: descobrir pelas informações que conseguiria com os dois fantasmas que já foram ao céu, qual o caminho para chegar lá). Num momento de distração, Desafiador consegue fugir e incorpora na moto do Lobo, detonando com tudo. Lobo então se solta e volta a seu corpo. E detona com tudo. No fim, Darkseid manda o doutor se matar e Lobo vai embora, não sem antes dar uma mexida na caixa-materna de Darkseid e fazer ele uns 43 saltos espaciais. Só pra sacanear um pouquinho...

R.E.B.E.L.S. #4
sem equivalência nacional

Roteiro: Tennessee Peyer
Desenho: Derec Aucoin
Arte-final: Mark Propst

História: A nave alienígena, onde estão Vril Dox e Lobo, está desgovernada. Eles acabam se chocando com um planeta. Depois de um tempinho, Dox resolve conectar seu cérebro ao da nave e eles voltam a voar. Ah, sim, nesse maio tempo os R.E.B.E.L.D.E.S. que haviam sido capturados se salvam e voltam para a nave (que estava onde eles estavam).

Bob, the Galactic Bum #1
sem equivalência nacional

Roteiro: Alan Grant / John Wagner
Desenho: Carlos Ezquerra

História: Bom... O tal Bob é um mendigo que anda por aí com seu amigo retardado Bucky Fifty. Um dia eles vão parar sem querer numa nave espacial que é sequestrada por khúndios. Na mesma nave está o príncipe idiota Chazza of Gazza. Alguma confusão acontece, mas no fim os dois vagabundos se encontram com o príncipe, sem saber o que ele é realmente. Continua na próxima edição... Ah, sim, já ia me esquecendo do Lobo! Ele aparece nas duas últimas páginas, onde Vril Dox manda Lobo e Furtiva resgatarem o príncipe idiota porque caso contrário quem vai assumir o poder em Chazza será Rando, seu irmão. um psicopata. Agora sim, continua na próxima edição...

Março:

Lobo #14
Lobo nº 8 (maio de 2003)

Roteiro: Alan Grant
Desenho: Val Semeiks
Arte-final: John Dell

História: Basicamente o que acontece aqui é que o dono da agência de caçadores de recompensas, Bunsen, manda Lobo caçar o vilão El Bastardé. Ele vai e, durante algumas lutas, encontra C.C. e Matador (os dois amigos malucos que participaram do UnAmercian Gladiators). Depois de matar El Bastardé, fazendo com que ele caísse na lava ardente, Lobo volta à agência, mas não recebe nada (pois faltam provas, já que o corpo do cara evaporou literalmente). A raiva explode, e o Maioral dá um socão no Bunsen. Com isso, ele é expulso da agência de caçadores de recompensas. Também descobre, depois, que Al e Darlene fugiram. Continua na próxima edição...

R.E.B.E.L.S. #5
sem equivalência nacional

Roteiro: Tennessee Peyer
Desenho: Derec Aucoin
Arte-final: Mark Propst / Pam Eklund

História: Os R.E.B.E.L.D.E.S. continuam viajando pelo espaço e outras coisas vão acontecendo. A única aparição de Lobo é quando ele luta contra alguns monstros marinhos pertencentes à L.E.G.I.Ã.O..

Bob, the Galactic Bum #2
sem equivalência nacional

Roteiro: Alan Grant / John Wagner
Desenho: Carlos Ezquerra

História: Começa a caçada de Lobo e Furtiva. Eles vão atrás dos khúndios. Enquanto o príncipe idiota continua com Bob e Bucky, que o sacaneiam o tempo todo, inclusive fazendo ele ser atropelado para conseguir carona e outras coisas do tipo. A situação só muda quando Bob ouve numa rádio sobre o príncipe Chazza of Gazza e percebe que fez uma burrada em ter abandonado o príncipe (ele só não sabe que o cara está escondido na camionete em que ele está, no meio dos porcos. Continua na próxima edição...


Guy Gardner: Warrior #29
sem equivalência nacional

Roteiro: Beau Smith
Desenho: Phil Jimenez
Arte-final: John Stokes e Dan Davis

História: O gibi todo traz a inauguração do restaurante temático de Guy Gardner (agora conhecido como Warrior, depois de ter misturado seu DNA com DNA alienígena e ficado bem poderoso). Vários super-heróis aparecem nesta inauguração e, perto do final, Lobo surge querendo briga. Ele e Gardner caem na porrada por algumas poucas páginas. P.S.: As duas capas à esquerda na verdade são uma só. É que a capa de cima traz a “porta” do restaurante e ela se “abre” mostrando a imagem de baixo.

Abril:

Lobo #15
Lobo nº 8 (maio de 2003)

Roteiro: Alan Grant
Desenho: Val Semeiks
Arte-final: John Dell

História: Lobo começa a trabalhar como detetive particular. O gibi conta basicamente com piadas relacionadas a detetives particulares. No meio da revista, Lobo reencontra Al e Darlene, que abriram um novo restaurante coincidentemente onde ele montou seu “escritório”. No fim, depois de um pouco de violência, o Maioral pega a maleta de um cara que fugia de outros caras e acabou morrendo, Dentro da maleta tinha uma cabeça falante. Continua na próxima edição...

R.E.B.E.L.S. #6
sem equivalência nacional

Roteiro: Tennessee Peyer
Desenho: Derec Aucoin
Arte-final: Mark Propst

História: Última aparição do Lobo neste gibi! Num bar, Vril Dox está completamente estressado devido aos últimos acontecimentos de sua vida. Lobo aparece e fica sacaneando ele direto até que Dox se enfeza, dá um empurrão nele e diz que o Maioral pode esquecer a promessa de ser seu “empregado” e ir embora para sempre. Lobo adora a liberdade e, lógico, vai embora. O resto da revista é o resto.

Bob, the Galactic Bum #3
sem equivalência nacional

Roteiro: Alan Grant / John Wagner
Desenho: Carlos Ezquerra

História: Bob reencontra o príncipe idiota e, agora, o trata bem e inventa uma história de cavaleiros do espaço e testes secretos que o idiota engole mole. Mas ele acaba sumindo, carregado pelos porcos. Bob e Bucky vão procurá-lo portanto na casa de seu guru, só que o planeta em que eles estão tem a Estrada dos Mil Gurus. Isso vai demorar. Enquanto isso, os preparativos para a posse de Rando estão sendo feitos. Enquanto isso, Bob acaba encontrando Chazza of Gazza e o convence de que seu guru é uma fraude. Enquanto isso, Lobo e Furtiva vão atrás deles. Enquanto isso, um catatau de khúndios chega onde eles estão e os agarram. Por fim, Lobo e Furtiva chegam na hora certa para detonar com os khúndios. E todo mundo vai para Gazza (menos os khúndios, é lógico). Continua na próxima edição...

Junho:

Lobo #16
Lobo nº 9 (julho de 2003)

Roteiro: Alan Grant
Desenho: Val Semeiks
Arte-final: John Dell

História: A cabeça da maleta (Eddie The Head é seu nome), conta a Lobo que ele trabalhava para o chefão da máfia local memorizando todos os acontecimentos (os mafiosos usam esses “memorizadores” para que não haja nada escrito que os comprometa). Resumindo a história, ele estava sendo levado para a polícia, mas acabou nas mãos do Maioral, que se interessou pelo papo sobre os “bilhões” que poderiam ser ganhos com uma tal fórmula ultra-secreta de ultra-explosivos. Resumindo (novamente) a história, Lobo acaba sendo levado para uma armadilha preparada pelo chefão Big Jake. Lobo é jogado no fundo do rio imerso em cimento. Obviamente, na útlima página, ele sai do rio. Continua na próxima edição...

Bob, the Galactic Bum #4
sem equivalência nacional

Roteiro: Alan Grant / John Wagner
Desenho: Carlos Ezquerra

História: Enquanto Lobo, Furtiva, Bob, Bucky e o prícipe idiota Chazza viajam para Gazza, Todos os preparativos para a coroação de Rando estão sendo feitos. Eles não vão esperar nem um segundo a mais por Chazza. O tempo passa, as páginas passam e, finalmente, eles chegam a Gazza. Por sorte, no momento exato em que Rando seria coroado, sua cabeça diminui, diminui, diminui, até desaparecer por completo. Então, Chazza é coroado e Bob respira aliviado. A princesa então oferece um bolo para Chazza, mas seu filho diz para ele não comê-lo, pois era o mesmo bolo que ela oferecia a Rando e está com uma bactéria para fazer cabeças diminuírem. Então, Bob e Bucky ficam aproveitando a boa vida no reino, até que são expulsos, já que príncipe idiota renunciou ao trono para singrar o espaço junto com seu guru, que fica fulo da vida com ele, é lógico. E Lobo? Bom, o Maioral só apareceu mesmo no início, para possibilitar o príncipe chegar ao trono.

Julho:

Lobo #17
Lobo nº 9 (julho de 2003)

Roteiro: Alan Grant
Desenho: Val Semeiks
Arte-final: John Dell

História: Lobo começa a caçar Big Jake por todo o planeta. Como não acha, resolve preparar a fórmula ultra-secreta do ultra-explosivo na pia do banheiro do restaurante do Al, seguindo as instrução de Eddie The Head. Quando ele termina, um bando de mafiosos altamente armados aparece na porta do restaurante procurando por ele. Os policiais e vigilantes também surgem. Agora, preste atenção. Várias coisas acontecem simultaneamente: 1 - Eddie The Head derrete dentro do microondas, no qual Lobo o havia colocado para que contasse qual era a tal fórmula. 2 - Al e Darlene tiram a tampa da pia, fazendo a fórmula ultra-secreta do ultra-explosivo descer pelo ralo. 3 - Alguns ratos, querendo se vingar de Mutt, o cachorrinho do Maioral, começam a roes os canos de gás com a finalidade estranha de explodir o cãozinho. 4 - Por falta de pagamento, o gás do restaurante do Al é cortado. 5 - O planeta inteiro explode pela combinação do ultra-explosivo com o gás encanado, menos, logicamente, o prédio onde Lobo, Mutt, Al e Darlene estão. Depois disso, chega ao planeta Django e seus cupinchas. Para quem não sabe, Django é um caçador de recompensas que está envolvido em toda essa história e vai procurar Eddie The Head e matar Lobo. Continua...

Showcase ’95 #6
sem equivalência nacional

Roteiro: Mike Carlin
Desenho: Denis Rodier
Arte-final: Ken Bruzenak
PS: Essa revista traz três histórias. Os artistas acima referem-se especificamente à história do Lobo.

História: Bibbo, o dono do bar das revista do Super-Homem, reencontra Raof, aquele cara que aprece um cachorro e que acompanhou Lobo na primeira estória do Maioral com o Azulão (lá atrás, na revista “Super-Homem” nº 100). Raof apareceu tentando avisar o seguinte: um bando de cachorros alienígenas (!?) apareceu em Metrópolis e resolvem disputar um carteado com Bibbo pelo futuro da humanidade. No fim, depois de uma trapacinha, quando a briga vai começar, Raof vai buscar Lobo que começa a bater em todos. Mas eles só vencem mesmo quando Bibbo pega um hidrante e os cachorros o reverenciam como mestre. Ugh!

Agosto:

Lobo #18
Lobo nº 10 (agosto de 2003)

Roteiro: Alan Grant
Desenho: Val Semeiks
Arte-final: John Dell

História: Django e seus cupinchas seqüentram Al e Darlene para fazer com que Lobo apareça (como se precisasse...). Bom... Pra resumir, ele consegue salvar os dois, matar os vilões e capturar Django para levar para a agência de caçadores de recompensas, onde dá outro soco no Bunsen. Por fim, ele vai embora de lá para trabalhar na agência de Tartan Quarantino, um cara que ele conhecer no planeta que explodiu. E para que não digam que os gibis do Maioral não têm finais felizes: no epílogo dessa estória, vemos Al e Darlene extremamente felizes, com o restaurante lotado e com uma fila monstruosa do lado de fora. Afinal, o planeta todo estava sendo reconstruído. Milhares de operários, portanto, iam se alimentar exatamente no único restaurante das redondezas. Bonito, não?

Guy Gardner: Warrior #34
sem equivalência nacional

Roteiro: x
Desenho: x
Arte-final: x

História: PEDIMOS UM POUQUINHO DE PACIÊNCIA. EM BREVE COLOCAREMOS AS INFORMAÇÕES SOBRE ESSA REVISTA AQUI.

Setembro:

Lobo #19
Lobo nº 10 (agosto de 2003)

Roteiro: Alan Grant
Desenho: Howard Porter
Arte-final: Ande Parks

História: Lobo e Jonas Glim vão a um parque de diversões intergalático para descobrir quem está ameaçando os donos do parque de sabotagem. Para azar deles, são obrigados a vestir belas roupas de coelhinhos para que passem despercebidos na multidão. Como era de se esperar, algumas sabotagens ocorrem no decorrer da estória servindo de desculpa para muita violência sem sentido. Legal! No final, eles descobrem que alguns macacos são os sabotadores e se segue uma onda gigantesca de violência que conclui com três dos quatro irmãos donos do parque mortos e o parque totalmente destruído. Violência gratuita! P.S.: Jonas não consegue tirar a fantasia de coelho.

The Lobo Gallery: Portraits of a Bastich #1
sem equivalência nacional

Desenho: Simon Bisley / Derec Aucoin / John Dell / Keith Giffen / Martin Emond / Val Semeiks / Dusty Abell / Frank Gomez / Christian Alamy / Vince Giarrano / Kieron Dwyer / Darvl Banks / Mike Wierringo / Liam Sharpe / John Byrne / Phil Jimenez / Howard Porter / Mike Parobeck / Rick Burchett / Steve Ellis / Stuart Immonen / Mike Zeck / Jim Balent / Carlos Ezquerra / Tom Mandrake / George Freeman / Steve Pugh / Mike McKone / Mark McKenna / Scot Eaton / Barry Kitson / John McCrea / Denys Cowan / Angel Gabriel / Kyle Baker / Mike mcMahon / Kevin O’Neill

História: Não tem estória. A revista inteira é apenas de desenhos. Um de cada artista por página.

Outubro:

Lobo #20
Lobo nº 11 (outubro de 2003)

Roteiro: Alan Grant
Desenho: Jimenez
Arte-final: Stones / Ande Parks

História: Lobo e Jonas Glim (este último, ainda com a fantasia do parque de diversões do último gibi) estão caçando um assassino. Como não querem estragar a festa onde ele está (!), colocam um diurético na bebida para que todo mundo vá ao banheiro, inclusive o assassino, onde eles ficam esperando. No banheiro, encontram Goldstar. Ele perdeu a memória, portanto Lobo e Jonas inventam que ele é escravo deles e que seu nome é Bráulio. Tudo vai bem até o final, quando há a derradeira luta, cheia de morte, sangue e violência. Eles explodem todo mundo e vão embora voando (levados por Goldstar).

Showcase ’95 #9
sem equivalência nacional

Roteiro: Alan Grant
Desenho: Walter McDaniel
Arte-final: Rob Leigh
PS: Essa revista trás três histórias. Os artistas acime referem-se especificamente à história do Lobo.

História: Jonas Glim vai se casar e chama Lobo para ser padrinho. Ele já começa batendo em Jonas para ver se ele desiste da roubada de se casar. Como Jonas insiste, ele vai para o altar, mas Lobo estranha a noiva, acreditando já conhecê-la de algum lugar. Após algumas confusões na cerimônia e na festa, Lobo (e todo mundo) acaba descobrindo a verdade sobre a noiva de Jonas: ela é Maggie O’Knuckles, uma assassina de maridos. Eles caem na porrada e Lobo acaba matando ela e todos seus comparsas. Fim!

Novembro:

Lobo #21
Lobo nº 11 (outubro de 2003)

Roteiro: Alan Grant
Desenho: Kevin O’Neil

História: Esta estória começa com o Space Cabby (“Taxista Espacial”) na frente de um juiz sendo acusado de vários crimes, como dirigir em alta velocidade, ultrapassar o sinal vermelho e assassinato. Então ele começa a explicar que havia pego um passageiro em seu táxi e, pouco tempo depois, no meio da estrada, o Maioral entrou no carro e mandou ele perseguir uns bandidos que ele estava caçando. Graças a Lobo, o Space Cabby foi obrigado a cometer um catatau de infrações de trânsito. No fim, Lobo invade a audiência e resgata o taxista e tudo acaba bem.

Dezembro:

Lobo #22
Lobo nº 12 (novembro de 2003)

Roteiro: Alan Grant
Desenho: Vince Giarrano

História: Esse gibi faz parte do crossover “A Vingança do Submundo”, no qual Neron, o diabo em pessoa, faz trato com as pessoas para que estas vendam suas almas em troca de algo. Bom... A estória é a seguinte: Wolfman Wilf, DJ da Cosmics Rock Zombie Radio (aquela na qual o rádio implantado na cabeça do Lobo está sintonizado) dá uma saidinha e coloca Tony LePoni em seu lugar. Como todo mundo sabe, o Maioral mandou que Wilf só tocasse a música “I killed my folks (it was no accident)” 24 horas por dia, mas Tony coloca soul music. Lobo fica irado. Enquanto isso, um bandido que Lobo perseguia encontra Neron e se transforma num super-vilão para derrotar o Maioral. Ele vira um inseto gigante, mas que acaba perdendo a briga. No fim, Neron aparece para Lobo e o Maioral consegue fazer com que o diabo tire o rádio de sua cabeça (a do Lobo) e coloque em sua cabeça (a do Neron). Para terminar, o Maioral vai até a Cosmic Rock Zombie Radio e explode tudo com Tony LePoni lá dentro.

Lobo: I Quit! #1
Lobo nº 12 (novembro de 2003)

Roteiro: Alan Grant
Desenho: Carlos Ezquerra

História: Lobo descobre que tem câncer no pulmão de tanto fumar. Ele tenta parar e ainda faz uma aposta com Jonas Glim. Só que ele vai ficando cada vez mais desesperado pela falta de nicotina e apela para as técnicas mais diversas, como acupuntura e hipnose, entre outras. No fim do período em que ele apostou com Jonas, ele explode de tanto desespero e sai batendo em todo mundo. No final, depois de ter conseguido pra valer parar com o cigarro, ele descobre que o que o médico viu em seu pulmão não era câncer, mas uma gaita que ele havia engolido sem querer (!). Ele então pega um cigarro para comemorar e vai em direção ao consultório do médico para mostrar para ele a diferença entre uma gaita e um câncer. Fim.

Sem mês definido:

Lobo Annual #3
Anti-Heróis do Universo DC nº 5 (abril de 2003)

Roteiro: Alan Grant
Desenho: Carl Critchlow

História: Lobo vê na agência de caçadores de recompensas a foto de um cara chamado Dragan e resolve caçá-lo. Durante a viagem, o Maioral conta a Jonas Glim o porquê de tanta raiva contra o tal Dragan: Quando Lobo começou sua carreira de caçador de recompensas, logo após detonar todo o seu planeta aos 17 anos, Dragan foi seu primeiro alvo. Só que o bandido conseguiu fugir e nem o faro do Maioral o encontrou. Claro que acontecem alguns outros fatos na história da vida de Lobo no gibi, mas não tão importantes. Quando Lobo finalmente chega a Dragan, descobre que ele se transformou num sapo (!). Dragan então explica que, naquela época, após fugir do Lobo, ele embarcou numa máquina do tempo (por isso que o faro do Maioral não o encontrou). Em suas viagens como “pirata do tempo”, Dragan acabou encontrando uma seita esquisita cujos mágicos o transformaram num sapo. Como o Maioral prometeu que iria acabar com Dragan de um jeito ou de outro, ele viaja no tempo com o sapinho e, no momento em que Dragan fugia dele há vários anos, o Lobo atual prende Dragan numa árvore e o Lobo do passado o mata na base da porrada. O sapo some, lógico. Quando Lobo volta, descobre que Jonas, devido às intempéries temporais causadas pela mudança do passado, se transformara num sapo. Fim! P.S.: Jonas volta ao normal nos gibis posteriores. Isso foi apenas uma piada final da revista.

Lobo: Bounty Hunting for Fun and Profit
Lobo Especial nº 1 - Manual do Caçador de Recompensas (Setembro de 1999)

Roteiro: Alan Grant
Desenho: Frank Gomez / Kevin O’Neill / Martin Emond / Robert McCallum / Kieron Dwyer

História: Não há muito o que explicar. Essa é uma edição em que Lobo explica todos os macetes para ser um caçador de recompensas, utilizando como cobaia um coitado que estava folheando a revista de bobeira. Ele sofre muito, mas no final aprende como ser um verdadeiro caçador de recompensas. Pena que morre...

Lobo’s Big Babe Spring Break Special
sem equivalência nacional

Roteiro: Alan Grant
Desenho: Jim Balent

História: Lobo é contratado para tomar conta de um concurso de biquínis. Só que, durante o concurso, todas as concorrentes apresentam algum problema. Uma é uma robô que resolve lutar pelos direitos da inteligência artificial, outra cai na piscina com ácido, outra é na verdade dois anões violentos, e por aí vai. No final, só sobre uma, mas não ganha prêmio nenhum porque a princesa Shaola, que estava lá, rouba tudo. No fim, essa que sobrou sai com Lobo e os dois se preparam para ir para a cama. Mas no fim, Lobo põe a mão em determinado lugar da menina e se assusta com o que descobre, sainda correndo então.

Sovereign Seven Annual #1
sem equivalência nacional

Artistas: Chris Claremont / Jeff Johnson / Will Blyberg / Brian Garvey

História: Sete pessoas com superpoderes se unem. O porquê é o de menos, o importante é que em determinado momento da estória, Lobo aparece! Então ele abre uma caixa e a Grande Barda aparece, se transformando em outra pessoa dependendo de quem a veja em cada momento. Eles caem na porrada. Depois ela é salva. Então, Lobo cai na porrada com esse pessoal aí do Sovereign Seven e reencontra Barda (que, perto do Lobo, se transforma numa czarniana). Eles caem de novo na porrada. No fim, Barda volta ao normal e acabam prendendo o Lobo na caixa em que a Grande barda estava. No fim, ele sai da caixa e quer bater em todo mundo, mas acaba mudando de imagem a cada vez que uma pessoa o vê. Quando ele se transforma em Super-Homem, sai correndo e gritando! Fim!

Anterior (1994) | Próximo (1996)
.

Lobo Brasil, trazendo serviços indispensáveis à internet desde 29 de outubro de 1997.
Todos personagens citados são, em sua maioria,
© DC Comics, publicados sem autorização, mas com todo respeito ;)
As informações contidas nesse site podem ser usadas livremente, desde que se cite a fonte, preferentemente com link.

Lobo Brasil © 1997-2008, Lucio Luiz