Lobo Brasil
.

Lobo Internacional: Español | English
.


INFORMAÇÕES
Pergs. & Resps.
Enciclopédia
Notícias
Curiosidades
Bibliografia
Artigos
Entrevistas

REVISTAS
Lista completa
Gibi por gibi
Referências
Todas seções

ALÉM DOS GIBIS
Cinema
Cards
Jogos
Todas seções

IMAGENS
Geral
Pensamentos
Arte original
Todas seções

NO MUNDO
Brasil
Estados Unidos
Portugal
Todos países

DOWNLOADS

LINKS

FALE CONOSCO
.


Informações - artigos
Quem é mais forte, afinal?
(01/12/2002)

Uma das questões que mais atormentam os fãs de Lobo é a seguinte: Como o Maioral pôde perder para Wolverine na minissérie “DC vs. Marvel”? Essa vitória é contestada até por quem gosta do mutante, embora até hoje ocorram alguns “embates” entre teorias pró e contra a vitória de Wolverine. Mas, antes de comentar esta luta em particular, vamos analisar o que diz a “cronologia oficial” sobre as lutas de Lobo com personagens do Universo DC.

O primeiro arranca-rabo do Maioral com algum maioral da DC Comics foi uma luta contra o Super-Homem. Na história publicada em “Adventures of Superman” #464 (no Brasil, em “Super-Homem” nº100, de 1992), um Lobo bêbado dá uma surra no Homem de Aço, que só se livra do Maioral porque consegue enganá-lo fingindo que morreu. Lutas entre Lobo e Super-Homem ainda aparecem em “Adventures of Superman Annual” #4, “Superman: The Man of Steel” #30 (no Brasil, “Superboy” vol.2 nº3), “L.E.G.I.O.N.” #63 e, mais recentemente, “DC First” #1. Em todas estas revistas, Lobo se mostra um adversário com o mesmo nível de força do Super-Homem. Para não nos alongarmos muito, as descrições dos combates podem ser conferidas na seção Todas as revistas.

Continuando a analisar lutas de Lobo contra seres de força extrema, podemos citar o daxamita Lar Gand. Para quem não sabe, no universo DC os daxamitas são seres cuja força é exatamente igual à do Super-Homem. Lar Gand foi “companheiro” de Lobo na L.E.G.I.Ã.O. durante algum tempo e o confrontou algumas vezes, tanto no gibi dos policiais interplanetários quanto em sua própria revista (quando já havia assumido o nome de Valor).

Lobo também já enfrentou alguns dos novos deuses (raça à qual pertence o “onipotente” Darkseid). Uma de suas mais fortes representantes, Grande Barda, lutou com Lobo em duas revistas: “Justice League International” #21 (no Brasil, “Liga da Justiça” nº22, de 1990) e “Sovereign Seven Annual” #1. Em ambas, ela ficava na defensiva. Na primeira vez em que se encontraram, por exemplo, Grande Barda “fugiu” da luta porque conseguiu enganar Lobo, o enviando para a Terra através de um “tubo de explosão”, pouco depois de mostrar uma grande preocupação pela aproximação do Maioral (se não acredita em mim, é só conferir o gibi “Liga da Justiça” nº19, no qual ela demonstra certo medo de Lobo).

Depois desses exemplos, fica difícil negar que a força de Lobo é, no mínimo, equivalente à do Super-Homem. Sua ferocidade, portanto, ajuda a aumentar o perigo de tê-lo como inimigo. Mas o que dizer de heróis que contam não apenas com a força-bruta como arma? O melhor exemplo pode ser o Lanterna Verde, mais precisamente Hal Jordan. Isso mesmo, Hal Jordan, “o maior dos Lanternas Verdes” como dizem muitos por aí. Na revista “L.E.G.I.O.N.” #47, para citar apenas uma, Lobo luta com Jordan e destrói diversas “prisões” criadas pelo anel do Lanterna.

Talvez alguém pergunte: “Sem o anel, Hal Jordan é um humano comum, então realmente perderia feio para Lobo num mano-a-mano; mas o anel não é a arma mais poderosa do universo?”. A resposta só seria positiva se Lobo não fosse “imune” aos poderes do anel. Por diversas vezes, ele já ultrapassou barreiras criadas por Lanternas Verdes e ainda explicou que conseguia isso porque as criações do anel são feitas através da força de vontade e ninguém possui mais força de vontade que ele. Eu não inventei isso: está na cronologia oficial da DC Comics!

Claro que Lobo não ganha sempre (portanto, não precisa me chamar de “puxa-saco”). Porém, na maior parte das vezes em que Lobo perdeu uma luta (embora na maioria das vezes só tenha ficado temporariamente “fora do ar”), foi porque aconteceu algo além da porradaria (por exemplo: uso de gás, eletricidade ou mágica).

Apenas duas vezes (dentro da cronologia oficial, repito), Lobo perdeu uma luta “no braço”: uma para Vril Dox e outra para Wolverine. No caso de Vril Dox (em "L.E.G.I.O.N.” #18, publicada no Brasil em “DC 2000” nº33), o líder da L.E.G.I.Ã.O. levou Lobo a nocaute depois de ter permanecido muito tempo numa câmara de recuperação que elevou sua força a níveis além dos normais. Além disso, na minissérie “O último czarniano” é explicado que, no momento deste combate, a rádio que Lobo mantinha ligada diretamente a seu cérebro saiu do ar, fazendo com que o Maioral ficasse momentaneamente sem seu maior estímulo à violência. Na minha opinião particular, essa foi uma das piores desculpas inventadas para justificar algo que não poderia ter ocorrido (caso contrário, teríamos que admitir que Vril Dox, naquele momento, seria capaz até de derrotar o Super-Homem, sendo que ele, em todas as histórias da L.E.G.I.Ã.O., demonstrou possuir força normal).

Depois de todas essas informações, finalmente podemos analisar a tal luta entre Lobo e Wolverine. Claro que é importante lembrar que a decisão sobre o vencedor não foi do roteirista da minissérie “DC vs. Marvel”, mas através de uma votação dos leitores. A vitória de Wolverine portanto tem motivos óbvios: a maior popularidade do mutante em relação ao Maioral. De qualquer forma, o resultado da luta faz parte da cronologia oficial da DC Comics (estou repetindo isso várias vezes porque os americanos dão muita importância a essa tal “cronologia”). O roteirista até poderia ter inventado uma solução melhor, mas apenas fez os dois lutarem atrás de um balcão (pois é, ninguém viu a luta propriamente dita) e, no fim, Wolverine levantar para fumar um charuto.

O esqueleto de adamantium e o fator de cura poderiam ser uma vantagem para Wolverine apenas se não considerássemos que Lobo tem um fator de cura de certa forma melhor que o dele (afinal, mesmo tendo a cabeça cortada fora, por exemplo, Lobo continua vivo, o que certamente não acontece com o mutante). Além disso, observando as lutas de Wolverine contra personagens da Marvel de força equivalente à do Super-Homem (Hulk, por exemplo), percebemos que, nas mesmas condições apresentadas na minissérie, se fosse levada em conta a coerência dos personagens para a definição dos combates, Lobo venceria Wolverine sem maiores dificuldades.

Porém, queira ou não, essa questão continuará atormentando os fãs de Lobo pelo resto da eternidade, já que dificilmente os “chefões” da Marvel farão um convênio com a DC para outra luta entre os dois valentões. Afinal, eles não vão querer ver Lobo humilhando um de seus principais personagens, né?

texto: Lucio Luiz

P.S.: Todas as lutas de Lobo contra personagens da DC e de outras editoras estão relacionadas na seção Conheça o Maioral / Lobo versus todo mundo.
.

Lobo Brasil, trazendo serviços indispensáveis à internet desde 29 de outubro de 1997.
Todos personagens citados são, em sua maioria,
© DC Comics, publicados sem autorização, mas com todo respeito ;)
As informações contidas nesse site podem ser usadas livremente, desde que se cite a fonte, preferentemente com link.

Lobo Brasil © 1997-2008, Lucio Luiz