Lobo Brasil
.

Lobo Internacional: Español | English
.


INFORMAÇÕES
Pergs. & Resps.
Enciclopédia
Notícias
Curiosidades
Bibliografia
Artigos
Entrevistas

REVISTAS
Lista completa
Gibi por gibi
Referências
Todas seções

ALÉM DOS GIBIS
Cinema
Cards
Jogos
Todas seções

IMAGENS
Geral
Pensamentos
Arte original
Todas seções

NO MUNDO
Brasil
Estados Unidos
Portugal
Todos países

DOWNLOADS

LINKS

FALE CONOSCO
.


Informações - artigos
Lobo tem limites?
(06/04/2003)

Já passou o tempo dos super-heróis com poderes quase divinos. O próprio Super-Homem teve uma redução significativa em suas capacidades na reformulação comandada por John Byrne (embora até hoje tenha quem lembre com saudades do tempo em que o Azulão podia mover o planeta Terra). Mesmo assim, alguns autores não conseguem resistir e vão ampliando os poderes de seus personagens de vez em quando. O Lanterna Verde está passando por isso nas histórias que vêm sendo publicadas no Brasil, por exemplo.

Personagens muito poderosos são também um problema quando imaginamos que é relativamente complicado apresentar desafios e desenvolver histórias para eles. Claro que isso não impede a existência de boas histórias para esse tipo de herói, mas fica um pouco estranho ver em algumas histórias Ajax ou Espectro, apenas para citar dois que se encaixam no perfil de “absurdamente poderosos”, agindo muito aquém de seus poderes.

Com Lobo acontece algo parecido. Seus poderes são muito altos. Claro que ele não voa nem tem visão de calor, mas ainda assim tem um excesso de capacidades e uma quantidade muito pequena de “pontos fracos”. Vamos começar analisando suas capacidades e fraquezas à luz da “cronologia oficial” para depois analisar no que isso ajuda ou atrapalha no desenvolvimento do personagem. Em primeiro lugar, algo que gera muita dúvida nos leitores: qual o nível de força de Lobo? A única forma de saber é verificando seu comportamento em combates com personagens sabidamente fortes.

Alguns dos personagens mais fortes que o Maioral já enfrentou foram Super-Homem, Ajax e Grande Barda, apenas para citar alguns dos mais conhecidos. Nos três casos, Lobo os encarou de igual para igual. O Maioral é um dos poucos personagens do Universo DC que conseguem infligir dor no Homem de Aço. Portanto, no mínimo, sua força é equivalente à do Azulão, embora aparentemente ele se canse um pouquinho mais rápido (embora sem tanta diferença, afetando a luta apenas se ela for muuuito longa).

Apesar da grande força, Lobo não é tão invulnerável quando os heróis supracitados. Embora agüente porrada tanto quanto eles, o Maioral pode ser perfurado por balas ou facas, por exemplo, diferente do Super-Homem. Sua proteção contra isso é o fato de ser imortal.

Na DC existem vários personagens imortais: Ressurreição, Ras’Al’Guhl, Vandal Savage, Mulher-Maravilha, etc., etc., etc. O ponto que diferencia Lobo da maioria deles é que boa parte dos “imortais”, na realidade, são pessoas que não morrem apenas se for por causas naturais; se forem assassinadas, morrem e ficam mortas. Já Lobo, mesmo se for assassinado, picotado e moído, um único dedinho é suficiente para sua alma se encaminhar a esse pedaço de seu corpo e se regenerar a partir daí.

Isso nos traz a outra de suas capacidades: regeneração. Corte um pedaço de Lobo, qualquer um (até esse que você está pensando, seu imoral) e ele se regenerará. Até se for a cabeça! Contudo, essa regeneração não é tão rápida e, dependendo do pedaço que falta, pode demorar.

Se Lobo for dividido em várias partes, ele se regenera a partir daquela na qual sua alma estiver (geralmente a cabeça). Lobo também pode incorporar em algo inanimado ou em animais (ele já “ressuscitou” em sua própria ossada uma vez). Nunca foi testada uma incorporação em outro ser racional. A imortalidade ainda traz mais uma característica: nenhum veneno funciona em Lobo. Nem “remédios” como o gás do Coringa conseguem funcionar no Maioral, embora alguns preparados consigam atingi-lo, como o criado por Vril Dox para anular sua capacidade de criar clones.

Lobo também possui uma força de vontade tão grande que é capaz de destruir prisões criadas por Lanternas Verdes. Numa luta com Hal Jordan, por exemplo, ele destruiu facilmente diversas paredes criadas pelo anel do poder. Outra característica de sua força de vontade é a dificuldade de ser dominado por seres como Desafiador, por exemplo. É necessária muita luta para conseguir dominar o corpo de Lobo e, mesmo assim, é preciso muita energia para continuar nele.

Ainda há a capacidade de rastreio de Lobo, a partir de seu olfato, que é capaz de reconhecer qualquer pessoa ou coisa. Se Lobo conhecer o cheiro de uma pessoa, é capaz de encontrá-la nos confins do universo. Contudo, já foi demonstrado que se a pessoa disfarçar seu cheiro natural com um odor muito forte, é capaz de enganar Lobo (embora precisasse manter esse “perfume” por todo o tempo que estivesse perto do Maioral). O olfato também pode ficar sem funcionar por alguns minutos ou horas se Lobo for atingido por uma explosão muito forte.

Por fim, uma das mais curiosas capacidades de Lobo é sua relativa invulnerabilidade à magia. Relativa porque uma mágica pode até atingi-lo uma vez, mas a mesma mágica nunca poderá atingi-lo novamente porque seu sistema imunológico se adapta automaticamente a ela.

Depois de tantos poderes, era de se esperar que as fraquezas de Lobo fossem também numa quantidade equivalente para haver um “equilíbrio”, mas não é bem assim. Sem contar algumas pequenas limitações nos já citados poderes, apenas três fraquezas merecedoras desse nome foram apresentadas até hoje.

Em primeiro lugar, sua relativa vulnerabilidade a choques elétricos e ataques de gás. O efeito dos choques não costuma ser muito devastador, mas pode manter Lobo atordoado por algum tempo. No caso dos gases, soníferos muito fortes costumam funcionar, embora venenos não tenham nenhum efeito. Além disso, apesar de ser difícil um espírito dominar o corpo de Lobo, como já dissemos, é relativamente fácil hipnotizá-lo. O único problema é conseguir a atenção dele por tempo suficiente para a hipnose.

Seu maior ponto fraco é, curiosamente, sua única virtude: Lobo não volta atrás em sua palavra em hipótese alguma. Seja lá o que ele tenha prometido, se deu sua palavra a cumprirá nem que tenha que fazer sacrifícios para isso. O problema é que algumas pessoas espertas se aproveitam disso fazendo acordos capciosos.

Todos esses poderes e fraquezas já foram utilizados dentro da cronologia da DC Comics, em maior ou menor grau. Mas todos personagens de quadrinhos têm seus poderes levemente aumentados ou diminuídos dependendo do roteirista. Por isso mesmo, nem sempre vemos Lobo utilizando todas suas capacidades, que, por si só, o tornariam invencível em 99% dos casos.

texto: Lucio Luiz
.

Lobo Brasil, trazendo serviços indispensáveis à internet desde 29 de outubro de 1997.
Todos personagens citados são, em sua maioria,
© DC Comics, publicados sem autorização, mas com todo respeito ;)
As informações contidas nesse site podem ser usadas livremente, desde que se cite a fonte, preferentemente com link.

Lobo Brasil © 1997-2008, Lucio Luiz