Lobo Brasil
.

Lobo Internacional: Español | English
.


INFORMAÇÕES
Notícias
Curiosidades
Entrevistas
Todas seções

REVISTAS
Lista completa
Gibi por gibi
Referências
Todas seções

ALÉM DOS GIBIS
Cinema
Televisão
Literatura
Cards
Fanfic
Música
Jogos
Outros

IMAGENS
Geral
Pensamentos
Arte original
Todas seções

NO MUNDO
Brasil
Estados Unidos
Portugal
Todos países

DOWNLOADS

LINKS

FALE CONOSCO
.


Além dos gibis - cinema

Estamos esperando esse filme há um tempão – espero que um dia seja lançado. A edição 98 da revista americana Wizard (no distante novembro de 1999) veio junto com uma edição especial sobre filmes de quadrinhos, e na lista de filmes em produção, o primeiro é o do Maioral. Em 2002 foi produzido um curta-metragem por um aluno do American Film Institute, mas sem intenções comerciais (embora extremamente bem feito). Mostramos abaixo todos os dados que obtivemos sobre esse tal filme na Comics2Film, site especializado em filmes de personagens dos quadrinhos.

As informações abaixo foram traduzidas da página sobre Lobo da Comics2Film: http://www.comics2film.com/lobo.shtml

Informado por Comics 2 Film em 26/06/2002:

The Lobo Paramilitary Christmas Special (Lobo versus Papai Noel)

Ficha técnica:
Elenco:
Andrew Bryniarki (Scooby Doo) ..... Lobo
Tom Gibis (Digimon) ..... Coelho da Páscoa
Michael V. Allen (Cop) ..... Papai Noel
Michael Goodrow ..... Cecil
Doug Blakeslee ..... Roger
Charles Wyman ..... Byron
Jim O’Brien ..... Barman
Chandler Levrich ..... Elfo de Segurança #1
Robert Moss ..... Elfo de Segurança #2
Rachel Moore ..... Coelhinha #1
Amy Fadhli ..... Coelhinha #2
Produção:
Sott Leberecht ..... Diretor
Sam Esmail ..... Produtor
Luke Little ..... Diretor de Fotografia
Chris Jones ..... Editor, Construção do Set
James Thompson, Jr. ..... Designer de Produção
Paul Bello ..... Editor de Roteiro, Construção do Set
John Mattingly ..... Diretor Assistente
Ken Niederbaumer (Hollow Man) ..... Efeitos Especiais e Maquiagem
Sandra Frye ..... Figurinista / Designer do Set
Keith Giffen (Lobo) ..... Baseado nos quadrinhos de (escritor)
Alan Grant (Lobo) ..... Baseado nos quadrinhos de (escritor)
Simon Bisley (Heavy Metal 2000: F.A.K.K.2) ..... Baseado nos quadrinhos de (artista)
Gretchen Houk ..... Supervisora de Direção de Arte
Rebecca Bloom ..... Diretora de Arte
Justina (Boom Boom) Turner ..... Assistente de Direção de Arte
Parish Hirakashi ..... Assistente de Direção de Arte, Responsável pelo Guarda-Roupa
Melanie Rein ..... “Properties Master” / Assistente de Design de Produção
Tom Adams ..... Construção do Set
Norris Houk ..... Construção do Set
Adam Kelin ..... Construção do Set
Carman Green ..... Construção do Set
Scott Gerard ..... Construção do Set
Kory Victor ..... Construção do Set
Jason Brock ..... Construção do Set
Randy Leon ..... Construção do Set
Alex Noble ..... Efeitos Especiais de Maquiagem
Jenny Lipkin ..... Efeitos Especiais de Maquiagem
Shelly Willis ..... Efeitos Especiais de Maquiagem
Cleve Gunnderman ..... Efeitos Especiais de Maquiagem
Chuck O’Brien ..... Efeitos Especiais de Maquiagem

Fãs de quadrinhos não páram de falar sobre o curta-metragem da AFI “The Lobo Paramilitary Christmas Special” visto no Comics2Film na última semana. A principal pergunta da maioria dos leitores é “Onde podemos assisti-lo?”
Infelizmente, não temos uma resposta ainda. Este é um filme de estudante feito sem a permissão da DC Comics, portanto qualquer distribuição legal do filme é difícil.
De qualquer forma, esta semana C2F conversou com James W. Thompson, Jr., designer de produção do filme. Thompson mostrou algumas fotos dos bastidores do projeto e nos deu algumas explicações sobre como estudantes da AFI, num orçamento quase inexistente e um prazo militado, transformaram o Maioral num filme.
“Tivemos uma semana e meia, talvez duas semanas, para estudar este filme em particular. E então, tivemos quatro dias para filmar”, disse Thompson, acrescentando que a escola ofereceu apenas $2400 para o orçamento do filme. “Então você tem cerca de uma semana e mais para editar, planejar e gravar o filme. Pegar isso tudo e colocar tudo junto nesse tempo é realmente uma coisa legal legal”.
Thompson disse que ele tentou fazer o máximo possível de referências à história em quadrinhos quando estava trabalhando no filme do Lobo. “É difícil quando você vê um material desenhado nos quadrinhos e precisa materializá-lo de alguma maneira e isso tem que funcionar no mundo real. Não é algo fácil”, disse Thompson. “Por exemplo, uma arma é desenhado num tamanho gigantesco. Você não vai encontrar [uma arma assim] então precisa fazer uma”.
Thompson disse que o orçamento de seu departamento de arte era cerca de $800 para o filme. Com isso na mão, o departamento de arte teve que usar os materiais que puderam encontrar no inventário da AFI. “A parede de aço inoxidável que estava atrás do Papai Noel foi doado pela AFI. Eu achei que seria realmente legal se pudéssemos pegar aquele aço inoxidável industrial, colocar fogo e pintá-lo de um jeito bem natalino e caseiro”, disse Thompson. “A mesma coisa com a cabine de controle dos elfos”.
“Uma de nossas designers de produção, Melaine Rein, disse depois da peça estar pronta que ficou espantada porque viu o material que eu estava estendendo no chão e o viu pronto e disse ‘o que ele vai fazer com essa merda’”, Thompson nos disse.
O Bar Espacial, onde o filme começa, foi um desafio, deixando o time do design tendo que construir o set de filmagens como uma tela em branco.
“Era uma sala totalmente branca, não havia nada lá. Tive que transformá-la numa espécie de bar espacial todo preto como você pode ver. O pior era fazer isso sem poder pintar as paredes”, disse Thompson. “Então eu tive que cobrir as paredes com papel e produzir tudo que fosse possível para que parecesse com um bar, mas sem tocar nas paredes”.
O grupo teve que criar um retrato convincente do mundo macabro no qual Lobo vive. Thompson também enfatizou que o design de produção foi claramente um esforço de conjunto. “Sem todas essas pessoas eu nunca conseguiria fazer isso. Meu trabalho foi colocar tudo com a mesma cara”.
Thompson tem um elogio em particular para a supervisora de direção de arte Gretchen Houk e a assistente de design de produção Melaine Rein. “A coisa bonita sobre essas duas pessoas e que elas não são estudantes. Elas são profissionais no mundo real e arrumaram um tempo porque gostam de ajudar estudantes e fazer seu trabalho. Elas vivem pela arte”, disse Thompson.
Thompson aplaude todos os envolvidos com o filme pela contribuição na produção. “Uma das coisas que eu aprendi trabalhando nesses curta-metragens na escola é que, mesmo que o roteiro seja muito bom e mesmo que os membros da equipe sejam talentosos, se eles não trabalharem como um time o filme acaba fracassando”, disse Thompson. “Apesar de todos os meus filmes terem aspectos em que eles foram bons, esse é o único no qual eu acredito que todos estiveram ligados no que foi feito”.

Clique nas
imagens abaixo
para vê-las
ampliadas:

Informado por Comics 2 Film em 19/06/2002:

The Lobo Paramilitary Christmas Special (Lobo versus Papai Noel)

Ficha técnica:
Andrew Bryniarki (Scooby Doo) ..... Lobo
Tom Gibis (Digimon) ..... Coelho da Páscoa
Michael V. Allen (Cop) ..... Papai Noel
Sott Leberecht ..... Diretor
Sam Esmail ..... Produtor
Luke Little ..... Diretor de Fotografia
Chris Jones ..... Editor
James Thompson, Jr. ..... Designer de Produção
Paul Bello ..... Editor de Roteiro
John Mattingly ..... Diretor Assistente
Ken Niederbaumer (Hollow Man) ..... Efeitos Especiais e Maquiagem
Sandra Frye ..... Figurinista
Keith Giffen (Lobo) ..... Baseado nos quadrinhos de (escritor)
Alan Grant (Lobo) ..... Baseado nos quadrinhos de (escritor)
Simon Bisley (Heavy Metal 2000: F.A.K.K.2) ..... Baseado nos quadrinhos de (artista)

Não são rumores. Não é uma história imaginária. Não é um pesadelo auto-induzido por álcool. É The Lobo Paramilitary Christmas Special: um filme com atores reais adaptado do Maioral da DC Comics.
Um DVD deste filme foi entregue na caixa de correios da Comics 2 Film este final de semana. Enquanto o filme do Lobo sofre no inferno do desenvolvimento da Warner Bros., o futuro diretor-estudante Scott Leberecht completou um filme de alta qualidade, com 13 minutos e 26 segundos, com atores de Hollywood, como parte de seus estudos no primeiro ano do American Film Institute (AFI).
Leberecht não é totalmente estranho para Hollywood. Ele trabalhou por anos na Industrial Light and Magic em filmes como Sleepy Hollow, Flubber e Spawn. Contudo, ele estava insatisfeito com a qualidade dos filmes que vinham sendo feitos e embarcou no curso de direção da AFI.
“Eu percebi que a única forma de conseguir algo em que todo esformço se tornase algo que deixasse as pessoas felizes seria se eu mesmo fizesse o filme”, disse Leberecht para C2F.
Quando pensava sobre um assunto para seu vídeo curta-metragem do primeiro ano, Leberecht logo pensou em seu personagem favorito de quadrinhos.
“Acho que uma de minhas primeiras revistas, que meu irmão comprou para mim, foi Paramilitary Christmas Special”, Leberecht nos disse. “Eu simplesmente nunca mais consegui largar Lobo depois disso”.
Adaptando a história, na qual o Coleho da Páscoa contrata Lobo para matar Papai Noel, percebou-se que seria muito ambicioso para um filme de estudante. Um dos primeiros obstáculos foi o elenco.
“Uma das coisas que mais me deixava preocupado foi como encontrar um ator: alguém que pudesse atuar e parecer com o Lobo. Ele teria que ser um cara grande”, disse Leberecht. Felizmente, uma pesquisa em sites como C2F revelou que havia um ator que seria perfeito para o papel e que gostaria de participar do filme.
Por anos, Andrew Bryniarski vinha sonhando em fazer Lobo na tela grande. Em 1999 o ator distribuiu testes de maquiagem feitos por ele mesmo, mostrando sua incrível semelhança com o Maioral. Apesar dele ter provado isso participando de diversos filmes, como Batman Returns, The Program, Street Fighter e Any Given Sunday, o estúdio não o procurou para o desenvolvimento do filme do Lobo.
Leberecht estava ansioso para entrar em contato com Bryniarski e falar com ele sobre seu projeto. “Então eu pensei, ‘Oh meu Deus, ele é um grande ator. Ele fez todos esses grandes filmes. Ele nunca vai fazer isso. Ele vai morrer de rir’. Mas então eu pensei, ‘talvez ele seja tão maluco quanto eu pelo personagem e queira participar’”.
Bryniarski, que atualmente pode ser visto em Scooby Doo, ficou agradavelmente surpreso pelo aferecimento de Leberecht. “Eu pensei que tudo estava perdido para sempre, que ninguém nunca faria um filme do Lobo”, disse Bryniarski ao C2F. O ator aceitou o convite na hora.
Depois que Bryniarski entrou no projeto, o ator arregimentou ninguém menos que o criador do Lobo, Keith Giffen, para dar uns retoques no roteiro que Leberecht e seu editor de roteiro, Paul Bello, desenvolveram. “Ele adicionou um punhado de Keith-ismos”, Bryniarski nos disse. “Esse é um filme do Lobo de Keith Giffen”.
Inicialmente os negativistas tiveram dúvidas se um estudante do primeiro ano conseguiria completar o filme. “Eles nos disseram que não conseguiríamos fazer o filme foi não teríamos tempo ou recursos suficientes”, disse Bryniarski. “Mas não queríamos saber nada disso e fizemos o filme”.
Da mesma maneira, Leberecht foi insistente, “Eu tinha que fazer esse filme. Eu sou simplesmente um grande fã”, disse o diretor. “É como se um garoto quisesse desenhar o Wolverine. Eu precisava desenhar meu filme do Lobo”.
A AFI oferece uma verba de $2.400 para os estudantes completarem seus filmes. Porém, Leberecht sabia que sua visão precisava de mais. Felizmente, a idéia de Christmas Special conseguiu que algumas doações aparecessem. “Era incrível o que eu conseguia quando as pessoas ouviam a premissa do filme, quando eu falava que estava fazendo um filme sobre um caçador de recompensas que era contratado pelo Coelho da Páscoa para matar o Papai Noel”, disse o diretor.
Rodado em quatro dias, o filme caprichou no figurino e na maquiagem. Um dos problemas dos poucos recursos financeiros foi a ausência de toda a violência do Lobo. “Provavelmente a única coisa que eu lamento é não ter sido capaz de usar a ultra-violência”, disse Leberecht. “Eu gostaria de fazer com que acontecesse todas as coisas quando ele destrói [os duendes de Papai Noel], partes do corpo voando, coisas desse tipo”.
Outro ponto forte do filme é a qualidade das atuações. Além da escolha de Bryniarski para o personagem-título, o diretor conseguiu uma ótima performance de Michael V. Allen como Papai Noel e uma participação hilária de Tom Gibis como o Coelho da Páscoa. “Tom Gibis é incrível”, entuasiasmou-se Leberecht. “Depois que ele terminou a primeira leitura, achei ele perfeito”.
The Lobo Paramilitary Christmas Special foi exibido para algumas pessoas e recebido de forma entusiasmada.
Infelizmente para os fãs, esse tipo de filme não tem a intenção de ser exibido publicamente com intenção de lucro. É considerado exercício educacional, motivo pelo qual o diretor pôde utilizar personagens e histórias que pertencem à DC Comics.
Enquanto o curta-metragem provavelmente nunca será visto no cinema, Leberecht espera que as pessoas certas em Hollywood, aquelas que controlam o destino do filme do Lobo, o assistam. “Acho que Joel Silver precisa ver esse curta. Acredito que as pessoas que possuem os direitos de Lobo além da Warner precisam vê-lo”, disse o diretor.
Bryniarski acrescenta que adoraria ver um longa-metragem do Lobo, e acredita que esse filme demonstra seu potancial. “Ele é um personagem interessante. Ele é uma contradição”, disse Bryniarski.
Se algum filme for feito, não há dúvidas de que Leberecht poderia buscar uma chance de dirigi-lo. “Se me colocarem nessa posição algum dia para fazer um filme do Lobo, com atores reais e com orçamento multimilionário, isso seria ótimo, mas não foi por isso que eu fiz esse curta”, disse Leberecht. “Eu fiz The Lobo Paramilitary Christmas Special porque eu sou completamente louco pelo personagem e porque eu tinha que fazê-lo”.

Clique nas
imagens abaixo
para vê-las
ampliadas:

Informado por Comics 2 Film em 25/10/2000:

Na última semana, Ain't It Cool News trouxe uma estória sobre um novo excitante rumo no filme do Super-Homem. A notícia falou sobre um novo tratamento que está nas mãos do pessoal da Warner Bros. O novo tratamento abandonou a estória anterior do Super-Homem e, além disso, colocou o homem de aço numa luta mortal contra o maioral Lobo! O tratamento está sendo dado por ninguém menos que o pai do Lobo: o veterando nos quadrinhos Keith Giffen.
Comics2Film falou com Giffen sobre a notícia na última semana. Giffen confirmou que ele escreveu alguma coisa. Ao contrário da notícia do AICN, o escritor não está trabalhando atualmente no filme. Apenas está dando um tratamento. Giffen não quis comentar nenhuma das outras suposições.

Informado por Comics 2 Film em 02/10/1999:

Fontes da Warner Bros. contaram para Comics 2 Film que Jerry Brown foi trocado no roteiro do filme do Lobo. Dizem que o roteiro está bom. Porém, a Silver Pictures está buscando um escritor novo para fazer uma “segunda revisão, quase um polimento” do roteiro de Brown.

Informado por Comics 2 Film em 08/08/1999:

(...) Keith Giffen é um dos criadores de Lobo, um personagem cujo nome freqüentemente foi mencionado neste website nos últimos tempos. Como ele é um internauta, as recentes histórias na Internet sobre o desejo do ator Andrew Bryniarski de fazer o Maioral chamou a atenção de Giffen. Giffen comentou que “se ele lesse o enredo de Lobo, seria como ‘Corra! Corra pela sua vida! Não fique perto disto!’”
Quando perguntado sobre o que ele não gostou no roteiro de Lobo que tinha visto, Giffen nos contou: “[Os produtores] perderam o noção. Eles estão tentando transformar Lobo no herói do pedaço... Eu continuo tentando lhes falar ‘Este é um cara como Freddy Krueger. Esse é o bicho-papão vindo do espaço.’”
Embora o sucesso ou fracasso de um filme do Lobo tenha pessoalmente um efeito pequeno nele, Giffen disse: “Eu apenas espero que ele nunca faça. Eu não preciso de outro filme ruim.”

Informado por Comics 2 Film em 30/07/1999:

Com todo o papo sobre um filme do Lobo nós decidimos fazer alguma pesquisa sobre isso. Uma fonte contou para Comics 2 Film que o filme está definitivamente com a Silver Pictures, como foi informado previamente. Embora nossa fonte tenha desejado permanecer anônima, podemos atestar que esta pessoa está perto do desenvolvimento do filme. Lobo está em desenvolvimento com o roteiro sendo escrito por Jerry Brown. A Silver Pictures está esperando para ter um rascunho dentro de alguns meses. Depois disso, eles tomarão alguma decisão.

Informado por Comics 2 Film em 27/07/1999:

O ator Andrew Bryniarski publicou outra foto dele com maquilagem e fantasia completa do caçador de recompensas intergaláctico: Lobo. Embora Bryniarski não tenha nenhuma associação oficial com o filme do Lobo que está em desenvolvimento na Silver Pictures, ele está levando muito a sério o amor dele pelo personagem e o desejo dele de fazer o papel na tela grande.
Fãs interessados saber mais sobre a vontade de Bryniarski fazer Lobo podem confirmar no site Lobo Movie Casting. Agradecemos novamente a Mike Kahn, proprietário dessa página, por nos proporcionar esta imagem.

Informado por Corona Coming Attractions em 21/07/1999 e Lobo Movie Casting:

O ator e maioral Andrew Bryniarski (The Program, Any Given Sunday) apareceu na Corona Coming Attractions esta semana para fazer um comentário sobre seus esforços para interpretar o papel título no filme do Lobo. O filme, baseado no brutal caçador de recompensas da DC Comics, está ou estava aparentemente em produção na Silver Pictures, de Joel Silver. Embora não tenha nenhuma ligação oficial com filme, Bryniarski ainda tem esperanças de interpretar seu personagem favorito de quadrinhos na tela grande. Bryniarski disse:
“Eu descobri Lobo em torno de 1994, enquanto estava terminando um trabalho em Street Fighter, em Vancouver. (...) Keith Giffen me falou que Joel Silver adquiriu os direitos em 1995. Ele também me falou, para meu espanto, que nem ele nem o excelente escritor Alan Grant haviam sido convidados para participar de alguma forma. (...) A Silver Pictures admitidamente não entendeu o que eles chamaram ‘violência extrema e humor negro’. (...)”
.

Lobo Brasil, trazendo serviços indispensáveis à internet desde 29 de outubro de 1997.
Todos personagens citados são, em sua maioria,
© DC Comics, publicados sem autorização, mas com todo respeito ;)
As informações contidas nesse site podem ser usadas livremente, desde que se cite a fonte, preferentemente com link.

Lobo Brasil © 1997-2008, Lucio Luiz